Relembrando: Mercado Ver-o-Peso, Belém - PA

No ano de 1999 os arquitetos Jorge Astorga e Luis Cândido Campos foram responsáveis pelo projeto de restauração do Mercado Ver-o-Peso, na cidade de Belém do Pará. O conjunto histórico foi objeto de um concurso nacional promovido pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), e a equipe vencedora contava ainda com ampla equipe de arquitetos responsáveis pelo projeto de arquitetura e urbanismo, sendo eles: Flávio Ferreira, Pedro Rivera, Rodrigo Azevedo, Washington Fajardo e Rafael Balbi.

O projeto, que teve as obras executas em etapas até o ano de 2003, contemplava o Mercado de Peixe, Mercado de Carne, Solar da Beira, o antigo necrotério na Praça do Açaí e as praças do Relógio e dos Pescadores.

Nota do jornal O GLOBO (06/03/1999, p. 14).

Como publicado na Revista aU (Edição 121 - Abril/2004):

Além do restauro das edificações, o projeto propôs um novo mobiliário urbano, inclusive novas tendas de lona tensionada para os feirantes. O piso de toda a área do Ver-o-Peso recebeu revestimento e a nova infra-estrutura urbana foi totalmente enterrada. Houve ainda a construção de novos embarcadouros e a restauração do molhe de pedra que arrima o terrapleno, com solução para o constante assoreamento da Doca do Ver-o-Peso. O projeto previu, ainda, a criação de ancoradouros para turismo e passeio ao longo da feira, além de sanitários públicos, organização de lojas, áreas para a administração e fiscalização do complexo, espaço para cooperativas, postos de saúde e de polícia turística. Executado por etapas, o projeto teve sua primeira parte inaugurada em 2001, quando foram concluídas a restauração do Solar da Beira (que agora está sendo transformado em teatro para apresentação de peças populares escritas e encenadas por filhos de trabalhadores do complexo), parte do Mercado de Peixe (conhecido como Mercado de Ferro), e a recuperação da Praça do Pescador, que possibilitou a abertura de 130 m da orla. Em 2002 tiveram início os trabalhos de modernização da grande feira-livre, com a implantação das tendas que protegem tabuleiros, vendedores e clientes. (...) Em 2003, foram construídas as barracas destinadas ao comércio de alimentação, de polpa de frutas e de artesanato. Também foram executadas obras internas de modernização do Mercado de Peixe. Nessa fase, a prefeitura tratou da requalificação dos trabalhadores envolvidos no Ver-o-Peso e de sua organização em um condomínio participativo. Para este ano, estão sendo restaurados o prédio do Mercado de Carne e a Praça do Relógio, além da Feira do Açaí, que ganha uma nova organização.

Abaixo pode ser visto o episódio da série Arquiteturas da SescTV sobre o Mercado Ver-o-Peso, que conta com uma entrevista com os arquitetos responsáveis (a partir do minuto 26:45).

FICHA TÉCNICA

Arquitetura: Flávio Ferreira Arquitetura e Urbanismo - Flávio Ferreira, Pedro Rivera, Rodrigo Azevedo, Washington Fajardo e Rafael Balbi

Projeto de restauro: Jorge A. Astorga e Luís Cândido Campos

Projetos complementares: Addage Engenharia e Planejamento

Construção: Decol e Estacon Engenharia

LINKS

Tombamento pelo IPHAN - http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/828

Artigo Revista aU 121 (abril 2014): http://au17.pini.com.br/arquitetura-urbanismo/121/artigo23403-1.aspx

Pranchas do concurso do IAB - Fase 1: https://pt.scribd.com/doc/296114749/Projeto-Ver-o-peso-1999-FASE-1

Pranchas do concurso do IAB - Fase 2: https://pt.scribd.com/doc/296114062/Projeto-Ver-o-peso-1999-FASE-2

Posts em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por Tags
Procurar por Categoria

​© 2016 por Astorga Arquitetura e Restauração

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon